sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Chamando tripulantes da nave interplanetária...


por Thintosecco



Em janeiro estivemos alguns dias em Torres, a mais bela praia gaúcha. Além de curtir as belezas naturais, visitamos a loja do Celso. Não gosto do termo, mas se eu explicar que é um sebo, vocês saberão que tipo de comércio se trata: raridades (muitas e boas) em livros, discos e quadrinhos, principalmente. Em suma, um local onde se encontram tesouros.


Dessa vez, porém, o tesouro veio via internet. Aproveitando a internet do anfitrião, mostrei-lhe o nosso blog. Surpresa! Depois de apenas alguns segundos, nosso amigo exclama: Tenho algo para o blog de vocês! Um som, uma banda, que tem tudo a ver com essa capa do disco do Ringo Starr, aqui do lado. Aliás, baixei esse som recentemente.


UM POUCO DE HISTÓRIA:

Bem... aqui começa a história de uma banda chamada Klaatu. E, segundo o costume de dar a palavra a quem entende do assunto, vou pegar uma carona no post do excelente blog Gravetos e Berlotas.


"O KLAATU, este nome foi extraído do personagem alienígena do clássico de sci-fi "O Dia Em Que A Terra Parou", foi pivô de uma das maiores polêmicas da história do rock.


Quando do lançamento de seu excelente primeiro álbum, '3:47 EST'(76)(ou, simplesmente, 'KLAATU'), devido aos arranjos vocais e estruturas harmônicas e melódicas similares aos BEATLESKLAATU seria, na verdade, os FAB FOUR retornando sob nova alcunha. Resultado: o disco vendeu muuuiiiiito.


A Capitol Records, que havia lançado a banda sem maiores pretensões, espertamente, resolveu capitalizar a celeuma em forma de marketing a favor da banda e escondeu quaisquer informações sobre seus membros proibindo, entre outras coisas, aparições públicas e apresentações ao vivo. Resultado: seu segundo, e igualmente maravilhoso (para mim, o melhor), álbum, 'HOPE'(77), com colaboração da The London Symphony Orchestra, vendeu ainda mais...."



Contou-nos ainda o amigo Celso que, na época, o lançamento do álbum Goodnight Viena, do Ringo, ajudou, e muito, a colocar lenha nessa fogueira, colocando um beatle no lugar do Klaatu original do filme, como se vê na capa do disco.


Mas, como o que interessa é mesmo o som, aí está Calling occupants of interplanetary craft, a faixa que lançou a banda e que também foi o seu maior sucesso.


E, para quem estiver a fim do álbum inteiro, confira no Gravetos e Berlotas.


2 comentários:

Mestre Splinter disse...

Hehehe...mais uma p'ro bloquinho d'´´as canções que os Beatles jamais gravaram´´...

...dessa vez com uma ligeira ''fixação'' científica, digamos assim, hehehehe...

Edson d'Aquino disse...

Valeu a consideração em citar meu humilde texto e o G&B como referência, Thintosecco. Poucos têm essa consideração e, simplesmente, se apropriam de textos feitos com esmero e ainda assinam como se deles fossem. Valeu, mesmo! A casa é sua, seja prum café, uma gelada ou pra dar 'doizinho', hehehe.
[]ões

Related Posts with Thumbnails