domingo, 4 de maio de 2008

INDIGNAÇÃO GAUDÉRIA


Quatermass



Curiosa a vida do brasileiro, via de conseqüência, do gaúcho. Vivíamos e continuamos vivendo em meio ao diz-que-diz, a lorotas sobre tudo e vindas de todos os lados. Não há lado culto ou ignorante nisso, pois muitas vezes a mentira vem de onde menos se espera. Quando guri, nos anos setenta, ouvia dizer que o Brasil era um país abençoado: não havia terremotos, tornados e furacões. Ledo engano! Terremotos sempre houveram, a questão é que ocorriam em regiões remotas e não era dada a devida atenção. Aí o caro internauta vai dizer: isso é coisa do período da ditadura! Falso! O problema é cultural e vem de muito tempo. Outra lorota muito dita na época, principalmente por ecologistas: a Amazônia é o pulmão do mundo! Se devastarem a mata, o oxigênio do planeta diminuirá! Na verdade, a floresta consome parte do oxigênio produzido, sua importância deve-se pelo equilíbrio no bioma. Em suma: um misto de ignorância com má-fé. Ignorância pela coragem de dizerem tamanha bobagem com a maior cara-de-pau; má-fé por saberem que muitas vezes estas inverdades vinham de autoridades ou de quem deveria ter a obrigação de saber.


E nos pagos do Rio Grande? A mesma coisa! Pior, não faz muito! Aqui, toda a vez que se abatia um desastre natural, com destelhamento ou a queda de casas, vinham as autoridades e profissionais do ramo climático prontamente dizerem que: foi um produto de um “temporal”, “chuva forte” ou “vendaval”. Tornado? Nãããããoooo! Até que de tanto ventar, filmaram, fotografaram e documentaram uns cones saindo de supercélulas que tocavam no chão destruindo tudo por onde passavam! Não faz muito tempo, em outubro de 2000, que saiu uma notícia de que “ventos fortes“ destruíram propriedades em Águas Claras, em Viamão/RS. Até que mais gente descreveu como um tornado e aí os jornais tiveram que mudar a notícia. Na época passei de carro e vi na beira da estrada que os “ventos fortes” arrancaram árvores enormes jogando-as longe com raiz e tudo! Bela ventania! Nada mau para um tornado F3! Maremoto e tsunami ainda não vieram.



Mas e o furacão? Bom, em março de 2004 as autoridades alertaram sobre um “ciclone” aproximando-se da cidade litorânea de Torres/RS. Aconteceu o improvável: simplesmente aconteceu! Um ciclone passou pela costa gaúcha! Posteriormente, a inevitável retificação: era um furacão, o Furacão Catarina. Historicamente e metaforicamente falando perdemos a virgindade: já somos passíveis de sermos atingidos por furacões!

O que quero dizer é o seguinte: a verdade, corretamente noticiada, por quem sabe e tem o dever de dizer é o bem maior. O inverso gera o descrédito e o deboche. Cansei de ouvir bobagens e não me causa surpresa quando as notícias são divulgadas tomando-nos por idiotas! Em julho de 2007, quando do acidente da TAM em Guarulhos, num certo noticiário nacional, foi dito pelo apresentador que “não há confirmação sobre possíveis vítimas”. Isto com imagens mostradas ao vivo pela TV, onde sequer se distinguiam os destroços incandescentes do avião com os do prédio atingido! Exemplos assim me dão vontade de ser um alienado: acreditar que no Brasil não há terremotos, tornados, furacões e mortos em acidentes aéreos!

2 comentários:

thintosecco disse...

Esse texto foi escrito já faz um tempinho, mas tem tudo a ver com fatos mais recentes, como o terremoto que foi sentido em São Paulo - e custaram a admitir que foi isso mesmo - e com o Ciclone que causou muitos estragos no RS nos últimos dias.

Aliás, os nossos conterrâneos - especialmente os políticos - bem que podiam deixar de minimizar os acontecimentos e tomar precauções contra esses eventos da natureza! Passei a noite de sexta-feira e o sábado inteiro sem telefone, internet e tv a cabo! E ainda tenho que agradecer por ser um dos 150.000 gaúchos que ficaram sem luz, sem falar nos alagados!

Alguém vai dizer que apenas caiu uma "chuva um pouco mais forte". Se o terremoto fosse aqui, talvez alguém diria que "deve ter passado um caminhão pesado na esquina"! Vamos ser responsáveis!

disse...

Mais pura verdade. Digo isso há décadas. O Brasil é o país da hipocrisia e falsa moralidade. POA vivenciou uma verdadeira catástrofe nesse fim-de.Ontem fiquei sem luz o dia todo, hoje sem água. Sem previsão de retorno e net com problemas.

Related Posts with Thumbnails