sábado, 15 de março de 2008

SUPER-HOMEM DO ESPAÇO

por Quatermass


Como mudaram os desenhos animados de quarenta anos para cá! Hoje em dia são politicamente corretos, abominam a morte e a violência, e tentam pregar mensagens saudáveis. Mas afinal de contas será que eu estou errado? Fui criado vendo Fantomas, Príncipe Planeta e... Super-Homem do Espaço! Às vezes sinto-me um eremita ou um velho esquecido em um asilo: lembro-me que estes desenhos existiram, mas ninguém mais comenta... é como se fossem fruto da minha imaginação!

Será porque eram japoneses? Será porque a maioria era em preto-e-branco? Ou será porque apresentavam justamente aquilo que não mais é mostrado atualmente? Possuíam doses exageradas de adrenalina. Para muitos, um único episódio de Super-Homem do Espaço exibia mais morte e destruição que um filme do Rambo. Exibia! É verdade! Mas havia também uma mística nestes desenhos orientais que não chocavam como deveriam. A morte, a perda, a destruição faziam parte do fatalismo. Não eram gratuitos, ao contrário, portavam a carga de dramaticidade que complementava a história. Daí a diferença!

Super-Homem do Espaço (Yusei Kamen/1966) conta a história da guerra entre a Terra e o Planeta Pineron. Humanóides, os pinerons inclusive conviviam em nosso planeta, dentre estes, Peter, filho do Dr. Robert Johansen e uma pineron. Peter é também o Super-Homem do Espaço, que luta para proteger a Terra dos constantes ataques, e por aí vai... Foi exibido no início dos anos setenta pela TV Tupi e nunca mais foi reprisado. Uma pena!

Às vezes, quando me lembro destes e outros seriados japoneses, me dá um aperto no coração em saber que a não ser por alguns fragmentos na Internet, dificilmente sairão algum dia em DVD no Brasil! Será que não estou exagerando? Não! Basta citar outro exemplo: Star Blazer ou Patrulha Estelar, exibido pela última vez pela TV Manchete em 1983/1984. Três temporadas (1974, 1979 e 1981) que nunca mais foram reprisadas! Já faz 24 anos!!! Quase um quarto de século! É um bom tempo... Ostracismo também é censura! SEJAMOS SAUDOSISTAS ENTÃO!

Em tempo: para mais informações sobre o Super-homem do Espaço, a sugestão é conferir o site Retrô TV (
retrotv.uol.com.br), neste link

5 comentários:

Anônimo disse...

Eu também percebo que parece que aqueles desenhos da minha infância se perderam no limbo: Fantomas, Príncipe Planeta, Ás do Espaço, Kimba, e filmes como Robô Gigante (com cachinhos e tudo). Naquelas histórias as perdas tinham que ser enfrentadas... Parece que estão resgatando o meu passado.
Falando em clássicos, tem alguma coisa sobre os Brasinhas do Espaço?

escileniosilva@bol.com.br disse...

E muito duro, ter nossos 39 anos e ver como as coisas se deterioraram,os classicos (super dinamo, fantomas, super homem do espaço, oitavo homem) simplesmente sumiram da midia nem em dvd e facil conseguir uma copia , ai vejo que fomos muito felizes em nossa infancia por assistir estas e tantas outras obras primas que nos deixam saudades ate hoje.
Gosto doa animes atuais (tsubasa chronicle, sakura card captors, ah megami sama, etc...), mas nao abro mao daqueles tempos de outrora. espero trocar mensagens com outras pessoas que como nos apreciam uma boa nostalgia.
Um abraço.

Anônimo disse...

Assisti todos esses, faltaram tbm Zoran, Esper, Shadow Boy... Uma época que jamais esquecerei.

ricardo Marinho disse...

Foram lançados em dvd todos estes mas com som em japonês e legenda em português,deveriam vir dublados mesmo com segunda dublagem,super homem do espaço,oitavo homem ,a princesa e o cavalheiro você encontra na Saraiva,submarino e no mercado livre.

ricardo Marinho disse...

Foram lançados em dvd todos estes mas com som em japonês e legenda em português,deveriam vir dublados mesmo com segunda dublagem,super homem do espaço,oitavo homem ,a princesa e o cavalheiro você encontra na Saraiva,submarino e no mercado livre.

Related Posts with Thumbnails